As origens da agricultura européia reveladas: dados genéticos mostram que os povos da Grécia e da Turquia espalharam a agricultura para todo o continente

Por ND, 15 de novembro de 2017, referindo-se ao artigo de Russ Swan and Shivali Best (6/06/16) para http://www.dailymail.co.uk/

Os pesquisadores observam uma cadeia contínua de ascendência para as populações neolíticas, das regiões da Alemanha e da Hungria para a Grécia e a Anatólia

Enquanto a agricultura agora é generalizada em toda a Europa, suas origens continuaram sendo um mistério. Mas é possível que este enigma possa ser resolvido através da análise de DNA dos antigos humanos do Mar Egeu. Isso mostraria que a transição entre o estilo de vida de um caçador-coletor para uma existência mais sedentária baseada em agricultura teria surgido através da migração de populações que entraram na Europa Oriental a partir da Anatólia e da Grécia ao invés de através da transferência de idéias.

Uma equipe internacional de cientistas liderada por geneticistas da Universidade Johannes Gutenberg em Mainz, na Alemanha, estudou as seqüências de DNA de cinco indivíduos encontrados nos primeiros locais agrícolas no noroeste da Turquia e no norte Grécia. Eles notaram uma "semelhança considerável" entre esses genomas e as das primeiras sociedades agrícolas no centro e sul da Europa. Segundo eles, isso mostra uma cadeia contínua de ascendência para as populações neolíticas entre por um lado as regiões da Alemanha e Hungria e por um outro lado a Grécia e a Anatólia. Em outras palavras, os primeiros são descendentes dos segundos.

Isso só pode ser explicado pelo fato de que a agricultura se espalhou pela migração de pessoas, e não através da adoção de novas idéias por tribos existentes de caçadores-coletores. A sequenciação de DNA também nos informou sobre Ötzi, a famosa múmia dos Alpes, indicando que também foi geneticamente derivado da migração de populações que levou à criação da civilização européia moderna. Uma dataçao recente por radiocarbono mostra que as comunidades agrícolas originais foram estabelecidas no noroeste da Anatólia em torno de 6.500 aC. No entanto, levou centenas de anos para eles chegarem na Grécia e na Bulgária modernas.

Em vista dessas análises de DNA, os cientistas concluíram que os habitantes neolíticos do mar Egeu são os antepassados ​​diretos de todos os primeiros agricultores europeus! Outra questão seria saber se a trilha ininterrupta de ascendência e migração a partir da Anatólia também se estende na outra direção até o Crescente Fértil, onde estão localizados os primeiros sítios neolíticos.

Ler em contexto

Ultimas noticias

Algumas noticias recentes sobre a categoria Pre-historia publicadas no site.

Cães com coleiras na pré-história!
23 de novembro de 2017

Cães com coleiras na pré-história!

Nas cenas de caça de dois locais de arte rupestre pré-neolíticos sauditas, dezenas de cães são gravados nas rocas em companhia do homem. Alguns são representados com uma coleira, enquanto outros ficam libres. Introspecções valiosas sobre a relação entre nossos ancestrais e os canídeos antes dos primórdios da agricultura. Em um artigo recentemente publicado no Journal …

Machado de cobre neolítico semelhante ao de Ötzi (Cantão de Zug, Suíça)
3 de outubro de 2017

Machado de cobre neolítico semelhante ao de Ötzi (Cantão de Zug, Suíça)

Em 2008, arqueólogos descobriram a lâmina de um machado de cobre de 5.000 anos em Riedmatt (ZG). As análises mostraram que ela vem do sul da Toscana. A sua forma e método de fabricação são uma reminiscência do machado de Ötzi. Especialistas do Serviço Arqueológico de Zug e da Universidade de Berna …

Um misterioso medalhão pré-histórico descoberto na Grécia poderia reescrever a história da arte grega!

Um misterioso medalhão pré-histórico descoberto na Grécia poderia reescrever a história da arte grega!

9 de novembro de 2017

É uma pedra aparentemente comum, de apenas 3,6 centímetros de comprimento, incorporada em uma camada de pedra calcária, encontrada em Pylos, na Grécia, no túmulo de um guerreiro da Idade do Bronze que remonta a 3500 anos. Entre todos os tesouros descobertos durante a escavação do excepcional túmulo de um príncipe guerreiro, essa pequena pedra finalmente provou ser a peça mais assombrosa de todo o material arqueológico descoberto em este sitio grego.

É somente depois de mais de um ano de pesquisa sobre o material arqueológico encontrado no túmulo que essa pequena pedra preciosa esculpida foi descoberta: uma pedra de ágata, usada para carimbar uma imagem sobre argila ou cera …