Homo sapiens há 300 mil anos em Marrocos!

Por ND, 15 de novembro de 2017, referindo-se ao artigo de C.R. (7/06/17) para http://www.hominides.com/

O homem de Jebel Irhoud

Click!Até recentemente, pensavamos ainda que a espécie Homo sapiens tinha 200.000 anos de idade e que apareceu em uma região sub-saariana, provavelmente na África Oriental. Sabemos agora que esta origem não é única, e a espécie tem pelo menos 100.000 anos a mais !

O local de Jebel Irhoud está localizado a 100 km no oeste de Marrakech, e a 50 km da cidade de Safi. Desde a sua descoberta em 1961, o local revelou um grande número de ferramentas e restos humanos pertencentes a algumas pessoas (2 adultos e 2 crianças).

Novas escavações foram organizadas em 2004 com pesquisadores marroquinos, pesquisadores do Instituto Max Planck e de outras instituições científicas. Ficava 3 metros de depósitos para estudar ! Este novo local de escavação de Gebel Irhoud permitiu descobrir novos materiais arqueológicos, e permitiu também de especificar uma nova sequência de camadas sedimentares do depósito. Elemento importante para o estudo, os hominídeos de Jebel Irhoud dominavam o fogo e queimaram um grande número de lascas de sílex. Esta foi uma oportunidade importante para os pesquisadores porquz eles pudieram usar sobre essas peças de sílex um método de datação por termoluminescência. Jean-Jacques Hublin diz que "foi estabelecida uma datação, para os níveis onde foram descobertos os restos humanos, de cerca de 315.000 anos (± 34.000 anos)."

Foi na base do depósito que paleoantropólogos encontraram uma camada de sedimentos bastante rica em restos humanos correspondendo provavelmente a um episódio especifico do depósito. Um total de 5 indivíduos foram desenterrados, 3 adultos, um adolescente e uma criança. Para a equipe de pesquisa, não há dúvida de que esses fósseis pertencem à espécie Homo sapiens, ou pelo menos aos seus primeiros representantes.

Para o professor Jean-Jacques Hublin, o homem de Jebel Irhoud "tem uma relativamente grande cérebro, mas um cerebelo que é proporcionalmente muito menor do que aquele do homem moderno. Ele acrescentou que seria perfeitamente possível encontrar Homo sapiens ainda mais antigos... observando com um sorriso que "ainda há muitos lugares na África, onde nada foi encontrado."

Esta descoberta demonstra que a história evolutiva do Homo sapiens é complexa e que tem suas origens ainda mais para trás no tempo. Parece também que estes primeiros seres humanos modernos foram provavelmente espalhados a partir de várias partes da África. Se as origens do Homo sapiens ainda estão localizadas na África, os fósseis mais antigos acabam de mover de milhares de quilómetros.

Este homem de Jebel Irhoud é muito parecido com o homem moderno. Ele tem a mesma cara e os mesmos dentes. Em contraste, enfatiza Jean-Jacques Hublin, "o crânio é bastante alongado e baixo, é um cérebro suficientemente grande, mas que tem ainda partes que são diferentes daquelas encontradas no homem de hoje. é um cérebro que é muito menos de forma globular.

A grande história da evolução da nossa espécie, é uma reestruturação do nosso cérebro, um aumento da sua eficiência ao longo dos últimos 300.000 anos. "Nós sabemos que esse homem viveu em ambientes de savana, ele caçava -especialmente os gazelles- e fabricava ferramentas de pedras lascadas.

Ler em contexto

Ultimas noticias

Algumas noticias recentes sobre a categoria Primeiros hominídeos publicadas no site.

Será que o homo sapiens tem 400.000 anos?
8 de janeiro de 2018

Será que o homo sapiens tem 400.000 anos?

Em Israel, arqueólogos descobriram oito dentes que parecem pertencer ao Homo sapiens em uma camada datada de 200 mil a 400 mil anos atrás. No entanto, os fósseis humanos mais antigos encontrados até agora remontam a 200 mil anos e são encontrados na África Oriental (ndlr: 300 mil anos agora em Jebel Irhoud em Marrocos!)... Durante vários anos, uma equipe de …

Será que o crânio de Dali corresponde a um Homo sapiens de 260.000 anos?
20 de novembro de 2017

Será que o crânio de Dali corresponde a um Homo sapiens de 260.000 anos?

Um cientista chinês tenta novamente deslocar o berço da humanidade para a China... Em 1978, equipes chinesas encontraram um crânio a 30 km ao norte da cidade de Dali, na província de Shaanxi, no centro da China. O crânio seria datado entre - 267 e - 258.000 anos atrás. Devido a cumes supra-orbitais …

O povoamento da América provavelmente não foi feito pelo Estreito de Bering
6 de novembro de 2017

O povoamento da América provavelmente não foi feito pelo Estreito de Bering

A questão do estreito de Bering como lugar de cruzamento dos primeiros humanos para o continente norte-americano é hoje mais e mais contestada, e em fase mesmo de ser abandonada... De fato, para alguns especialistas eminentes do povoamento da América, os primeiros colonos chegaram …

Os Neandertais sobreviveram pelo menos 3.000 anos mais na Espanha do que se pensava anteriormente

Os Neandertais sobreviveram pelo menos 3.000 anos mais na Espanha do que se pensava anteriormente

27 de novembro de 2017

Muito próximo de nós, Neandertal desaparece misteriosamente no norte da Espanha e no sul da França em torno de 40.000 BP, suplantado por um primo que provavelmente chegou do Oriente Médio dez mil anos antes: o homem de Cro-Magnon (a partir do nome de uma caverna, em Dordogne, França, onde seus primeiros ossos foram descobertos em 1868).

Os Neandertais, no entanto, sobreviveram ao menos 3.000 anos mais do que pensávamos no sul da Península Ibérica, muito mais depois da sua morte em qualquer outro lugar, de acordo com um novo estudo publicado na internet (em acesso aberto). Os cientistas não conseguiram desenvolver uma teoria comum explicando por que essa espécie de hominídeos, mais próxima de nós, desapareceu da Terra há milhares de anos, mas, por outro lado …