A pesca com rede remontaria a 29.000 anos, muito além do que se acreditava

Traduzido por Nicolas Drouvot, 8 de agosto de 2018, referindo-se à noticia de Culturebox (avec AFP) do 7/08/18 para https://culturebox.francetvinfo.fr

Os pesos de calcário descobertos pelos arqueólogos, que pesam entre 14 e 52 gramas para um diâmetro de 37 a 56 milímetros

Os pesos de calcário descobertos pelos arqueólogos, que pesam entre 14 e 52 gramas para um diâmetro de 37 a 56 milímetros. @ HANDOUT / YONSEI UNIVERSITY MUSEUM / AFP

Click!Índices sugerindo que técnicas sofisticadas de pesca com rede foram usadas há 29 mil anos, muito antes do que se pensava até agora, foram descobertas por arqueólogos em uma caverna sul-coreana no condado de Jeongseon.

A datação por carbono de 14 quatorze pesos de pesca de calcário descobertos em junho de 2018 recuou o início da "história da pesca com rede de 19 mil anos", disse Chang-gyun, diretor do Museu da Universidade de Yonsei.

Arqueólogos já haviam descoberto esse tipo de peso - pedras destinadas a afundar as redes de pesca - na província de Fukui, no Japão, e na cidade de Cheongju, na Coréia do Sul. Mas essas descobertas foram datadas do período neolítico, cerca de 10 mil anos atrás, continuou ele.

"Esta descoberta sugere que os humanos do Paleolítico Superior estavam pescando de maneira muito ativa por seu sustento", disse Han.

Os pesos de calcário, pesando entre 14 e 52 gramas com um diâmetro de 37 a 56 milímetros, têm ranhuras presumivelmente cavadas para pendurá-las no fundo de uma rede e deviam ser usadas para capturar pequenos peixes em rios rasos, ele explicou novamente.

Antes desta descoberta na caverna de Maedun, as mais antigas ferramentas de pesca conhecidas eram ganchos que remontavam a 23 mil anos, encontrados em uma ilha no sul do Japão.

Ler em contexto

Ultimas noticias

Algumas noticias recentes sobre a categoria Primeiros hominídeos publicadas no site.

Nenhum lugar de nascimento único para a humanidade, dizem os cientistas
15 de julho de 2018

Nenhum lugar de nascimento único para a humanidade, dizem os cientistas

Pesquisadores dizem que é hora de abandonar a ideia de que os humanos modernos vêm de uma única população de um só lugar. As origens de nossa espécie remontam à África Oriental, onde foram descobertos os mais antigos fósseis do Homo sapiens indiscutíveis …

Essas ferramentas de 90 mil anos não foram feitas pelo Homo sapiens
11 de julho de 2018

Essas ferramentas de 90 mil anos não foram feitas pelo Homo sapiens

Escavações arqueológicas no norte da Espanha revelaram duas ferramentas de madeira com cerca de 90.000 anos de idade. Curiosamente, essas ferramentas não foram feitas e usadas pelo Homo sapiens, mas por nossos primos mais velhos, os Neandertais.…

14 de julho de 2018

Hominíneos poderiam ter povoado a China muito antes do que pensávamos

Hominíneos poderiam ter povoado a China muito antes do que pensávamos

A descoberta na China de ferramentas de pedra, com 2,12 milhões de anos, repele pelo menos de 270 mil anos a presença do homem no continente asiático, de acordo com um estudo publicado em julho de 2018 na revista Nature. …

Até hoje, os traços humanos mais antigos "não africanos" datam de 1,8 milhões de anos. Estes foram restos humanos encontrados no Cáucaso no local de Dmanissi na Geórgia.

Essas ferramentas foram descobertas por uma equipe de pesquisadores liderada por Zhaoyu Zhu, da Academia Chinesa de Ciências de Shangchen, no sul do planalto de Loess, na China. Elas foram desenterradas com fragmentos de ossos de animais. E, embora os fabricantes de ferramentas sejam desconhecidos, a descoberta pode forçar …