Oito moedas de ouro encontradas na Alemanha indicam o local de um antigo massacre romano

Traduzido por ND, 5 de junho de 2018, referindo-se ao artigo de archeow.fr do 10/08/16 para https://www.archeow.fr

Oito moedas de ouro descobertas durante escavações arqueológicas na Alemanha poderiam confirmar o local da lendária Batalha de Teutoburgo

Oito moedas de ouro descobertas durante escavações arqueológicas na Alemanha poderiam confirmar o local da lendária Batalha de Teutoburgo. Tal descoberta é extremamente rara, dizem os pesquisadores.

Cerca de 18.000 homens foram mortos durante a matança na floresta de Teutoburgo, em 9C, quando as tribos germânicas de Arminius emboscaram três legiões romanas.

Cerca de 18.000 homens foram mortos durante a matança na floresta de Teutoburgo, em 9C, quando as tribos germânicas de Arminius emboscaram três legiões romanas. Na época, os soldados romanos eram liderados pelo general Varus. Pensa-se que esta antiga batalha teve lugar no que é agora Kalkriese.

No anverso das moedas, o imperador Augusto é representado, Caio e Lúcio são representados no reverso.

No anverso, o imperador Augusto é representado, Caio e Lúcio são representados no reverso.

Click!Oito moedas de ouro descobertas durante escavações arqueológicas na Alemanha poderiam confirmar o local da lendária Batalha de Teutoburgo.

Tal descoberta é extremamente rara, dizem os pesquisadores, e essa recente descoberta em Kalkriese aumenta o número de moedas de ouro coletadas no local em mais do que o dobro do número anterior.

As moedas representam as imagens do imperador Augusto, com os príncipes imperiais Caio e Lúcio César no reverso da moeda, e todas datam de um período anterior à batalha.

Em apenas seis semanas de escavações em 2016, os arqueólogos descobriram evidências de que Kalkriese foi antigamente o local do antigo campo de batalha, segundo Forbes.

Cerca de 18.000 homens foram mortos durante o massacre em Teutoburg no ano 9 d.C., quando tribos germânicas lideradas por Arminius emboscaram três legiões romanas.

Na época, os soldados romanos eram liderados pelo general Varus. Kalkriese está localizado no distrito de Osnabrück, na Baixa Saxônia, Alemanha, e as moedas foram encontradas com peças de equipamento militar romano e moedas de bronze.

Os pesquisadores da Universidade de Osnabrück e Kalkriese, que lideraram a pesquisa, dizem que a descoberta das oito moedas de ouro é uma chance "extraordinária". Tudo está em bom estado de conservação, embora algumas moedas mostrem traços significativos de uso.

A equipe descobriu as moedas - chamadas aurei - todas a poucos metros umas das outras, indicando uma bolsa que provavelmente caiu no chão durante o combate, ou intencionalmente escondida.

Estas moedas foram feitas entre o ano 2 aC e o ano 5 dC, e os arqueólogos especulam que eles pertenceram a um oficial ou soldado romano de alta patente.

Segundo eles, essas moedas teriam um valor considerável e, antes dessa recente descoberta, apenas sete moedas de ouro foram encontradas no antigo campo de batalha.

Um aureus do reinado do Imperador Augusto teria sido suficiente para alimentar uma família inteira em Roma por um mês, explicam os pesquisadores, e uma pequena bolsa cheia como essa teria provido as necessidades de seu dono por mais de um ano.

Caio e Lúcio são representados no verso das moedas, cada um carregando uma lança, um escudo e um objeto religioso curvo chamado Lituus. Eles estão de frente um para o outro e os pesquisadores acham que essas imagens são alusões tanto militares como religiosas aos dois príncipes, que foram designados como os sucessores de Augusto.

Os arqueólogos dizem que a descoberta levanta novas questões sobre o massacre e indica que ainda há necessidade de pesquisas no campo de batalha.

A cada nova descoberta, os pesquisadores podem entender melhor o que realmente aconteceu, "pouco a pouco".

Ler em contexto

Ultimas noticias

Algumas noticias recentes sobre a categoria Roma imperial publicadas no site.

Pompéia: os restos de um enorme cavalo descoberto em uma villa romana
1 de junho de 2018

Pompéia: os restos de um enorme cavalo descoberto em uma villa romana

O cavalo morreu, enterrado sob as enormes quantidades de cinzas que mataram cerca de 30.000 pessoas e destruíram Pompéia. Agora os arqueólogos acabam de encontrar os restos deste cavalo em um estábulo, em uma villa em Pompéia. A villa está localizada imediatamente fora das muralhas da cidade …

Descoberta de um possível caso de crucificação na Itália
24 de maio de 2018

Descoberta de um possível caso de crucificação na Itália

Um esqueleto de 2.000 anos de idade descoberto na Itália poderia ser o segundo caso documentado de crucificação. Os restos de um homem crucificado foram descobertos na Itália? Isto é o que anuncia uma equipe de pesquisadores das universidades de Ferrara e Florença …

23 de maio de 2018

Descoberta excepcional de uma obra desaparecida de Sêneca, o Velho

Descoberta excepcional de uma obra desaparecida de Sêneca, o Velho

Os serviços da Biblioteca Nacional de Nápoles puseram as mãos sobre um papiro de Herculano, revelando uma parte perdida do trabalho de Sêneca, o Velho.

Com o número 1067, o papiro revela uma descoberta de grande importância. Um documento político assinado por Lucius Manlius Torquatus, um fervoroso defensor de Cícero, executado em 47 aC, revelou um texto de oração muito mais antigo. Seria o trabalho do pai do filósofo Sêneca, que morreu em 39 dC. Um novo exemplo de palimpsesto, um documento sobre o qual alguém reescreveu mais tarde. O diretor da biblioteca, Francesco Mercurio, não deixa de elogiar essa descoberta. Encontrado durante as escavações de Herculano, o papiro foi inicialmente somente uma arenga política …