Os gladiadores eram principalmente vegetarianos e bebiam bebidas energéticas baseadas em cinzas vegetais

Traduzido por N.D., 29 de junho de 2018, referindo-se ao artigo de Lucie de la Héronnière do 28/10/14 para http://www.slate.fr

Os três buracos neste crânio são evidência de morte por um tridente de um gladiador de Éfeso

"Os três buracos neste crânio são evidência de morte por um tridente de um gladiador de Éfeso. Uma imagem gerada por computador mostra como a arma teria entrado no crânio. (Cortesia Karl Grossschmidt).

A existência da adaga de quatro pontas (réplica aqui retratada) era conhecida a partir de inscrições, mas sua função era um mistério até que essa quádrupla ferida do joelho fosse identificada

A existência da adaga de quatro pontas (réplica aqui retratada) era conhecida a partir de inscrições, mas sua função era um mistério até que essa quádrupla ferida do joelho fosse identificada. (Cortesia Karl Grossschmidt).

Click!Não, os gladiadores não engoliam quilos de carne crua antes de entrar na arena. Em todo caso, não aqueles que moravam em Éfeso.

Um estudo recente, publicado no PLOS One nos dá algumas pistas sobre a dieta desses lutadores do Império Romano.

Pesquisadores em medicina forense das Universidades de Viena e Berna analisaram cuidadosamente os ossos extraídos de um cemitério de gladiadores, encontrados em 1993 no local da antiga cidade de Éfeso, hoje na Turquia. Esses homens viviam no século 2 ou 3: na época, Éfeso era a capital da província romana da Ásia e tinha cerca de 200.000 habitantes.

Os esqueletos de 53 pessoas, incluindo 22 gladiadores, foram estudados, analisando as razões isotópicas de carbono, nitrogênio e enxofre nos ossos - o que permite identificar grupos de alimentos consumidos regularmente - bem como as proporções de estrôncio e cálcio.

Como resultado, "os gladiadores eram principalmente vegetarianos". Não havia quase nenhuma diferença nutricional com a população "normal", isto é, uma refeição típica consistia principalmente de cereais, principalmente trigo e cevada, sem carne: sem dietas esportes especiais, então. Apenas dois gladiadores pareciam ter engolido mais proteína animal, talvez porque viessem de terras distantes.

Como relatado no site da Universidade de Medicina de Viena, isso confirma as fontes históricas que os gladiadores comiam principalmente grãos, e que eles foram apelidados de "comedores de cevada".

Por outro lado, há uma grande diferença entre os gladiadores e o resto da população em relação à proporção entre estrôncio e cálcio nos ossos. O que significa que os gladiadores tinham uma ingestão de cálcio muito maior.... Esta é provavelmente uma prova de que as "bebidas à base de cinzas" citadas em fontes históricas, especialmente Plínio, o Velho, existiram de fato.

Fabian Kanz, um dos autores do estudo, explica que a prática continuou até hoje: "As cinzas a base de plantas foram obviamente consumidas para fortalecer o corpo após o esforço físico e para ajudar a melhorar a cicatrização óssea (...). É como o que fazemos hoje: tomamos magnésio e cálcio (na forma de comprimidos efervescentes, por exemplo) após o esforço físico. "

Ler em contexto

Ultimas noticias

Algumas noticias recentes sobre a categoria Roma imperial publicadas no site.

2 de junho de 2018

Nos passos da economia do Império Romano na Groenlândia

Nos passos da economia do Império Romano na Groenlândia

Pesquisadores conseguiram transformar núcleos de gelo da Groenlândia em um livro de contas para rastrear a prosperidade econômica das civilizações da antiguidade europeia.

Se os Gregos e Romanos não se dirigissem a essas latitudes polares para deixar vestígios, a poluição deles fez isso para eles. A escrita é o meio de comunicação por excelência para conhecer a História. Quando faltam escritos, os pesquisadores podem avaliar o estado de uma civilização estudando as ruínas ou objetos que ela deixou para trás. No entanto, graças a um estudo publicado na revista PNAS, os arqueólogos agora podem contar com uma nova ferramenta para avaliar a prosperidade de uma civilização: o chumbo. E o uso desse material pelos grandes impérios da Europa deixou vestígios …