Um esqueleto de 2.500 anos envolto em uma mortalha de cannabis foi descoberto na China

Traduzido por ND, 22 de abril de 2018, referindo-se ao artigo de Chloé Rochereuil (10/10/16) para http://mashable.france24.com

Esta é a primeira vez que uma

Esta é a primeira vez que uma "mortalha" de cannabis enrolada no corpo de uma pessoa morta é descoberta / HONGEN JIANG

Treze plantas de cannabis dispostas cuidadosamente na diagonal do peito do falecido

Treze plantas de cannabis dispostas cuidadosamente na diagonal do peito do falecido / HONGEN JIANG

Um esqueleto envolto em uma mortalha de maconha acabou de ser descoberto em uma tumba de 2.500 anos em Tourfan, no noroeste da China.

Foi em um cemitério perto de Tourfan, no noroeste da China, que o arqueólogo Hongen Jiang e sua equipe descobriram uma sepultura cheia de flores que na verdade não se pareciam com crisântemos...

Treze plantas de cannabis foram cuidadosamente colocadas diagonalmente no peito do falecido. O homem, que foi colocado em uma pequena cama de madeira, morreu aos 35 anos entre 2.400 e 2.800 anos atrás.

Se a cannabis já foi encontrada em túmulos locais, é a primeira vez que uma "mortalha" de cannabis enrolada em torno do corpo inteiro de uma pessoa morta é descoberta. Para Hongen Jiang, a disposição das plantas sugere o uso medicinal e "confirma que o uso de maconha foi bastante difundido nas estepes da Eurásia no final da Idade do Bronze e início da Idade do Ferro".

Cultivada localmente, a cannabis teria sido parte das práticas rituais da medicina eurasiana tradicional há milhares de anos. Em 2014, a planta já havia sido descoberta em um túmulo que remonta ao primeiro milênio aC, que abrigou uma mulher que provavelmente morreu de câncer de mama. A presença de cannabis sugeriu um uso terapêutico.

Ler em contexto

Ultimas noticias

Algumas noticias recentes sobre a categoria Antiguidade publicadas no site.

Os Gauleses bebiam vinho com Cannabis?
22 de abril de 2018

Os Gauleses bebiam vinho com Cannabis?

As escavações arqueológicas revelaram traços de Cannabis em um vaso de vinho descoberto em um túmulo gaulês em Puy-de-Dôme. Enterrado no final do século II aC, o corpo não foi identificado como masculino ou feminino. Nós só sabemos que ele tinha entre 40 e 60 anos quando morreu. Este é o resultado de escavações realizadas em 2015 em Cébazat em Puy-de-Dôme …

Celtas: recém-chegados inovadores às terras polonesas
18 de abril de 2018

Celtas: recém-chegados inovadores às terras polonesas

Os Celtas chegaram às regiões do Sul do atual território polonês há 2.500 anos e influenciaram significativamente a história da região. Eles trouxeram para a Polônia o conhecimento sobre a roda de oleiro, metalurgia avançada de ferro e cunhagem de moedas …

16 de abril de 2018

Arte celta: descoberta excepcional na Inglaterra de objetos de adorno pessoal de ouro

Arte celta: descoberta excepcional na Inglaterra de objetos de adorno pessoal de ouro

Dois caçadores de tesouros amadores descobriram uma pulseira decorada com umas das primeiras artes celtas já encontradas na Grã-Bretanha que fazia parte de um tesouro de joias de ouro. Os 'detectoristas' Mark Hambleton e Joe Kania fizeram a descoberta dos três torques e uma pulseira, que poderiam ter sido feitos na França ou na Alemanha há 2.500 anos. Eles foram encontrados em um campo em Staffordshire, no centro da Inglaterra, em dezembro de 2016. "Esta descoberta única é de importância internacional", disse Julia Farley, curadora das coleções britânica e europeia da Idade do Ferro no Museu Britânico, que avaliou a descoberta. "Ela remonta a cerca de 400-250 aC …