Um pesquisador de Toulouse reescreve a história do homem e do cavalo

Traduzido por ND, 9 de abril de 2018, referindo-se ao artigo de Serge Bardy (09/04/18) para https://www.ladepeche.fr/

>Reconstituição de cavalos Botai com base em estudo genético

Reconstituição de cavalos Botai com base em estudo genético. (Foto Ludovic Orlando, Sean Goddard e Alan Outram.)

Cavalos de Przewalski na reserva de reintrodução de Kustanay na Mongólia

Cavalos de Przewalski na reserva de reintrodução de Kustanay na Mongólia. / Boldgiv Bazartseren

Ludovic Orlando, paleogenético, e o crânio de um cavalo Botaï

Ludovic Orlando, paleogenético, e o crânio de um cavalo Botaï / Aaron Munson & Niobe Thompson, Clearwater documentary

Esta é uma grande descoberta que acaba de fazer as manchetes da prestigiada revista Science. Modifica os dados sobre a domesticação do cavalo e sua evolução biológica.

O cavalo de Przewalski, descoberto por um coronel russo em 1879 no deserto de Gobi, era até agora considerado o último cavalo selvagem. Porém, um estudo publicado na prestigiada revista Science revela que este animal foi domesticado pela primeira vez pelo homem há 5.500 anos atrás, antes de retornar à vida selvagem.

Por trás dessa descoberta, que modifica a concepção que os cientistas tinham da evolução desse animal, há também uma grande história.

É o dos cavalos, intimamente relacionado com a história da humanidade. Começa há mais de 5000 anos, quando os homens nas planícies da Ásia Central começam a domá-los. Uma domesticação que revolucionou o transporte, a agricultura e a arte da guerra.

"Isso mudou a dinâmica da história em termos de migração, assimilação, definição das identidades dos povos. Porque quando o homem ou a mulher se movem a cavalo, também é sua língua, sua cultura, sua religião e seus germes que se movem. O nascimento de grandes impérios, como os de Gêngis Khan ou Alexandre, o Grande, provavelmente está relacionado a equídeos que permitiram movimentos mais rápidos. Remova o cavalo da história e provavelmente seria necessário reescrevê-lo ", explica Ludovic Orlando, um paleogeneticista do CNRS e da Universidade Paul Sabatier em Toulouse.

Os primeiros sinais de domesticação, documentado por arqueólogos, datam cerca de 5500 anos nas estepes do Cazaquistão, onde floresceu a cultura calcolítica (Idade do Cobre) de Botai.

Neste lugar, ossos de cavalos Botaï foram exumados para liberar sequências de DNA. "Nós tínhamos certeza de que eles eram domesticados porque a gente analisou traços de leite de égua por dentro de cerâmicas. Além disso, observamos traços do desgaste das rédeas nos dentes e a presença de cercados. Nós então sequenciamos os genomas destes 20 cavalos Botai e 24 outros genomas de cavalos que viveram em toda a Eurásia ao longo dos últimos 5000 anos para comparar com outros cavalos, incluindo o Przewalski ", diz Ludovic Orlando.

Os cientistas que imaginaram que o cavalo moderno nasceu, ao longo da seleção humana, dessa linhagem, ficaram surpresos. O estudo comparativo dos genomas mostrou que ele não era descendente do cavalo de Botai, aquele ancestral distante que agora desapareceu.

" Este resultado é realmente muito surpreendente ", explica ele. A genética então demonstrou não apenas que os cavalos de Botai eram os ancestrais diretos dos cavalos de Przewalski, mas que eles não eram selvagens contrários à crença popular. "Eles foram domados, domesticados, mas, em 5000 anos, voltaram à vida selvagem", acrescenta Ludovic Orlando. Outra descoberta surpreendente, a equipe encontrou em cavalos Botai a presença de uma variante genética induzindo a aparência de um "tipo leopardo" que foi posteriormente perdido pela seleção natural.

Resta descobrir a origem dos cavalos domésticos modernos.

Estas importantes descobertas levantaram novas questões: de qual estirpe desconhecido até agora veio os nossos equídeos que retêm no seu DNA 2.7% dos genes do cavalo Botaï? "Nós não sabemos. Temos linhas de pesquisa relacionadas à arqueologia do estepe pôntico, em torno do Mar Cáspio, na Anatólia e na Península Ibérica.

Entre 5.500 e 4.100 aC, especialmente no início da Idade do Bronze, houve uma expansão humana em grande escala vinda da Ásia Central que se espalhou para substituir até 70% do patrimônio genético da população na Europa.

A hipótese é que o sucesso dessa evolução talvez esteja ligado à domesticação de um novo tipo de cavalo ", acrescenta Ludovic Orlando.

Resta apenas encontra-lo para continuar a escrever a história intimamente entrelaçada de homens e cavalos.

Quanto ao cavalo de Przewalski, uma espécie em extinção, ele permanece hoje na Occitânia (sudoeste da França) em zoológicos e em algumas regiões da Mongólia e da China, onde foi reintroduzido.

Ler em contexto

Ultimas noticias

Algumas noticias recentes sobre a categoria pre-historia publicadas no site.

Um pesquisador de Toulouse reescreve a história do homem e do cavalo
9 de abril de 2018

Um pesquisador de Toulouse reescreve a história do homem e do cavalo

Esta é uma grande descoberta que acaba de fazer as manchetes da prestigiada revista Science. Modifica os dados sobre a domesticação do cavalo e sua evolução biológica. O cavalo de Przewalski, descoberto por um coronel russo em 1879 no deserto de Gobi, era até agora considerado o último cavalo selvagem …

7 de fevereiro de 2018

O homem de Cheddar: o DNA mostra que o mais antigo Britânico tendo uma ligação direta com os Britânicos atuais tinha pele escura

O homem de Cheddar: o DNA mostra que o mais antigo Britânico tendo uma ligação direta com os Britânicos atuais tinha pele escura

Pesquisadores do Museu de História Natural de Londres extraíram o DNA do homem de Cheddar, o mais antigo esqueleto completo da Grã-Bretanha, descoberto em 1903. Outros pesquisadores do University College de Londres analisaram o genoma para fazer uma reconstrução facial. A análise mostrou que a característica clara da pele dos Europeus modernos é um fenômeno relativamente recente. Nenhum Britânico pré-histórico desta época já havia sido objeto de uma análise de seu genoma. A análise fornece assim novas e valiosas perspectivas sobre os primeiros grupos humanos a se instalarem na Grã-Bretanha após a última era do gelo. Os restos do homem de Cheddar foram desenterrados há …