Uma equipe desenterra as armas mais antigas já descobertas na América do Norte

De Nicolas Drouvot, 31 de outubro de 2018, referindo-se à noticia de Keith Randall (24/10/18) no site https://phys.org
bem como à noticia do HeritageDaily (25/10/18) no site https://www.heritagedaily.com

Escavações no sítio Debra L. Friedkin 2016

Escavações no sítio Debra L. Friedkin 2016. Crédito: Center for the Study of the First Americans, Texas A&M University

Uma ponta de 15.000 anos de idade

Uma ponta de lança de 15.000 anos de idade. Crédito: Texas A&M University

Click!Pesquisadores da Texas A&M University descobriram o que se acredita ser pontas de lanças de 15.500 anos descobertas no Texas, que estão revertendo nosso conhecimento sobre o povoamento das Américas. Elas pertenceriam aos primeiros humanos que colonizaram o continente.

Os arqueólogos exumaram em todos os onze pontas de ‘chert’, uma rocha próxima do sílex, que foram datadas entre 13.500 e 15.500 anos. Estas são as armas mais antigas descobertas na América do Norte.

Essas pontas de lanças precederam as ferramentas da cultura Clovis, que surgiu há cerca de 13.000 anos atrás e muito tempo considerado como o período da chegada das primeiras pessoas na América. Este último período é caracterizado por projéteis finos e canelados chamados pontas para lanças de tipo Clovis. Amais de ser mais antigos, os artefatos descobertos no Texas têm um estilo muito diferente. Eles teriam sido feitos por uma cultura desconhecida que chegou à América antes do povo de Clóvis. Os arqueólogos compartilharam suas descobertas na revista Science Advances.

Os resultados levantam novas questões sobre o estabelecimento das primeiras populações no continente.

De acordo com Michael Waters, professor emérito de Antropologia e Diretor do Centro para o Estudo dos Primeiros Americanos no Texas A&M, "Não há dúvida de que essas armas foram usadas para caça na região naquela época". "A descoberta é significativa porque quase todos os locais anteriores à Clovis têm ferramentas de pedra, mas ainda resta encontrar as pontas de lanças. Essas pontas foram encontradas sob uma camada com pontas de projéteis Clovis e Folsom. O sonho sempre foi de encontrar artefatos de diagnóstico, como pontas de projéteis, identificáveis como sendo mais antigos que Clovis, e é isso que temos no local de Friedkin. "

"Os resultados ampliam nossa compreensão dos primeiros povos que vieram explorar e se estabelecer na América do Norte", disse Waters. "A colonização das Américas no final da última era glacial foi um processo complexo e essa complexidade é visível através de dados genéticos, e agora estamos começando a ver essa complexidade refletida nos dados arqueológicos também."

[Sobre este assunto, veja também a noticia: Seres humanos ja viviam na Colúmbia Britânica ha 14.000 anos atras]

Ler o texto considerado no seu contexto

Ultimas noticias

Outras noticias sobre a categoria Primeiros hominídeos publicadas no site.

O clima mudou drasticamente no final da última era glacial
3 de outobro de 2018

O clima mudou drasticamente no final da última era glacial

Análises de alta resolução dos núcleos de gelo da Groenlândia revelam que o clima mudou drasticamente em poucos anos, no final da última era glacial, há cerca de 10 mil anos. Isto é mostrado pela equipe internacional que analisou os núcleos de perfuração profunda NorthGRIP, para o qual …

6 de outubro de 2018

Uma faca de osso de 90.000 anos sugere que ferramentas especializadas surgiram cedo na África

Uma faca de osso de 90.000 anos sugere que ferramentas especializadas surgiram cedo na África

Arqueólogos encontraram a ferramenta em uma caverna costeira em Marrocos. A Idade da Pedra na África também era uma Idade do Osso.

Segundo os cientistas, os antigos africanos empurraram as ferramentas de ossos para um nível mais alto, cerca de 90.000 anos atrás, fazendo facas afiadas a partir das costelas dos animais. Anteriormente, as ferramentas ósseas serviam como dispositivos de corte mais simples e versáteis.

Os membros da cultura ateriana do norte da África, nascida há cerca de 145 mil anos, começaram a fabricar facas afiadas, à medida que peixes e outros frutos do mar se tornavam cada vez mais alimentos básicos, sugeriram os pesquisadores em 3 de outubro em PLOS ONE. Essa nova descoberta apoia a visão de que o planejamento estratégico para a sobrevivência e as mudanças na fabricação de ferramentas surgiram muito antes na evolução humana do que tradicionalmente se supunha. As escavações na caverna Dar es-Soltan 1, perto da costa atlântica do Marrocos, trouxeram à luz …