Uma misteriosa relíquia de ouro foi finalmente identificada depois de deixar os arqueólogos perplexos por 150 anos

Tradução de Nicolas Drouvot, 30 de outubro de 2018, referindo-se à noticia de Tom Embury-Dennis (24/10/18) no site https://www.independent.co.uk

Impressão artística de Eburacum, a York romana

Impressão artística de Eburacum, a York romana

'Placa de boca' dourada do terceiro século descoberta sob a estação de York em 1872

'Placa de boca' dourada do terceiro século descoberta sob a estação de York em 1872 (PA)

Click!A placa foi descoberta em 1872 com uma moeda ao lado de um esqueleto feminino em um túmulo sob a estação ferroviária de York.

Depois de mais de um século de mistério, uma equipe do Museu de Yorkshire - juntamente com especialistas de todo o mundo - finalmente revelou que o artefato era uma 'placa de boca' romana datada do terceiro século.

A placa de 1.800 anos é o único exemplo desse tipo na Grã-Bretanha e um dos 23 descobertos no mundo.

A placa seria usada para cobrir a boca de um cadáver, e os especialistas disseram que ela costumava ser usada por uma pessoa de alta patente.

Mas o mistério permanece sobre a questão de como e por que foi usada, as teorias incluindo a possibilidade de que seja um amuleto mágico ou medicinal para proteger a pessoa na morte, ou um sinistro talismã para silenciá-la.

O Curador Assistente de Arqueologia do Museu de Yorkshire, Adam Parker, anunciou planos para realizar testes adicionais no esqueleto feminino para lançar mais luz sobre a função da 'placa de boca'.

Isso poderia incluir testes de DNA e análises isotópicas estáveis para tentar determinar a origem da mulher.

Parker disse que a maioria dos outros vestígios bucais foram encontrados no extremo leste do antigo Império Romano, na Síria, na Turquia e na Crimeia, com exceção de um exemplar encontrado na França.

Ele acrescentou: "A esperança é para provar que o esqueleto tem uma ligação oriental, onde há outros exemplos da prática, o que mostraria um nível de mobilidade desta prática incomum em todo o império ".

A mulher tinha entre 18 e 30 anos no momento de sua morte e, com a 'placa de boca', ela teria sido enterrada também com uma falsa moeda de prata datada de 202 a 210.

A moeda, feita de cobre com uma fina capa de prata por cima, figurava a face de Septímio Severo de um lado e Fortuna, a deusa da sorte, do outro.

Severus foi imperador romano de 193 até sua morte em York em 211, mas não está claro se a mulher foi enterrada durante este período ou mais tarde.

[Sobre este assunto, veja também a noticia: Vaidosa na morte como na vida: os arqueólogos anunciam a descoberta do esqueleto de uma mulher romana acompanhada de suas ferramentas de beleza ]

Ler o texto considerado no seu contexto

Ultimas noticias

Algumas noticias recentes sobre a categoria Roma imperial publicadas no site.

25 de setembro de 2018

Esplêndidos afrescos romanos descobertos na Jordânia

Esplêndidos afrescos romanos descobertos na Jordânia

No norte da Jordânia, uma tumba romana desenterrada no final de 2016 revelou pinturas bem como textos de história religiosa, política e social excepcionais. No final de 2016, durante obras na estrada fora da entrada para a escola da aldeia de Bayt Ras (ou Raphana), a sudeste do Mar da Galileia, os arqueólogos jordanianos tiveram a oportunidade de exumar um verdadeiro tesouro arqueológico e histórico …

É a mais antiga inscrição conhecida com o nome completo de Jerusalém
13 de outubro de 2018

É a mais antiga inscrição conhecida com o nome completo de Jerusalém

Arqueólogos descobriram o mais antigo exemplo conhecido da palavra "Jerusalém" proferida na íntegra, em uma antiga pedra esculpida que fazia parte de uma antiga oficina de cerâmica, anunciaram hoje a Autoridade de Antiguidades Israelenses (IAA) e o Museu de Israel em Jerusalém …

11 de setembro de 2018

Itália: 'um verdadeiro tesouro' que pode valer milhões de euros descoberto em uma obra em Como

Itália: 'um verdadeiro tesouro' que pode valer milhões de euros descoberto em uma obra em Como

As moedas datam do século V e estavam em uma espécie de ânfora de pedra no porão de um teatro.

É um "tesouro" de 300 moedas de ouro que datam do final do Império Romano que foram encontradas no local de um antigo teatro em Como, no norte da Itália, anunciou o Ministério de Cultura. As moedas estavam escondidas no porão do teatro Cressoni, perto do local do fórum da antiga cidade de Novum Comum.

Este teatro, inaugurado em 1870, transformado em cinema no início do século XX e encerrado em 1997, deveria ser completamente demolido para permitir a construção de uma residência de luxo. O recipiente foi descoberto no porão durante as escavações que acompanharam a escavação de uma bacia de água …